Você está visualizando atualmente Maduro Apresenta Quatro Vídeos Com A Confissão Dos Presos Por “atentado”

Maduro Apresenta Quatro Vídeos Com A Confissão Dos Presos Por “atentado”

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Finança

Na tarde do sábado, dia quatro de agosto, ocorreu um ataque contra o presidente Maduro no decorrer da celebração do 81º aniversário da Guarda Nacional Bolivariana pela estrada Bolívar, onde dois aviões explodiram, causando 7 soldados feridos. O programa de rádio e televisão do mandatário venezuelano foi transmitido desde o Salão Ayacucho de Miraflores, em presença de soldados feridos no rosto. Maduro pediu ao presidente Donald Trump, que colabore pela extradição para os que planejados e financiaram a “Operação Fênix” nos EUA e Colômbia.

Também, afirmou que os “pistoleiros” lhes prometeram us $ 50 milhões pra exercer o atentado e que enviará a Trump os detalhes dos supostos autores intelectuais. Maduro argumentou que dez minutos após acontecer o ataque, o ministro do Interior, Nestor Reverol, informou que neste momento haviam capturado os autores.

  1. 3 semanas antes da noite de inscrições – programa bem atraente no quadro de anúncios
  2. quatro Pena capital
  3. três Autoridades centrais
  4. Mancia: Adivinhação. Cartomancia: Adivinhação por intermédio de cartas de baralho

“A partir daí ele desenvolve uma busca impecável que conta com todas as garantias constitucionais pra definir os responsáveis diretos, os financiadores, os apoios políticos internacionais e nacionais pra estes criminosos”. Em teu relato argumentou que “eram 2 drones criminosos de um grupo formado na Colômbia. Já temos os hiperlinks diretos de participação de essenciais políticos venezuelanos, envolvidos na preparação destes grupos terroristas”. “Com a segunda explosão, compreendi que se tratava de um atentado em pleno desenvolvimento, e é quando atendo o chamado da Casa Militar para proceder à evacuação de toda a plataforma presidencial.

Estavam planejados 2 drones explosivos: o primeiro, que é o que de fato explode pela estrada Bolívar e o segundo, o que é desorientada objeto dos mecanismos de inibição, choca-se com o Edifício Dom Eduardo e explode”, complementa. “Paralelamente, existe um segundo vant que é levantado o primeiro grupo de assassinos a soldo que vão receber a mais pesada das sentenças judiciais que contemple o nosso ordenamento jurídico”, disse. “Escolheram a estrada Bolívar, como o mais legal ambiente para fazer um atentado com estas características, onde se sabe que é um ato conta com a participação do presidente da República e das altas autoridades.

Um ato fixo”, citou. Também mencionou o venezuelano Salvatore Lucchese, ex-chefe da Polícia Municipal de San Diego, em Valência, que deu uma entrevista à agência Reuters, em Bogotá, admitindo a sua colaboração na conspiração. O ex-chefe de polícia, que também esteve preso no passado por seu papel em inmensuráveis protestos, afirmou que a chamada “resistência” está bulbo faz a transição entre montada por ativistas de estrada, organizadores de estudantes e ex-oficiais militares. A agência aponta que tem pouca estrutura formal.

Ou mais tarde, afirmações em que o falante mostra sua potência e sua convicção. 36 R: Não aceito que fale que assinou convênios com dez, visto que é absolutamente incorreto. 156R Farei um envio, sim, se é isto que deseja saber.